logo
Home

Manual tecnico organizacao de arquivos correntes e intermediarios

Segundo o manual técnico de organização de organizacao arquivos correntes e intermediários, arquivo é: manual tecnico organizacao de arquivos correntes e intermediarios “ o conjunto de documentos que, independentemente da natureza ou do suporte, são reunidos por tecnico acumulação ao longo das atividades de pessoas físicas ou jurídicas, públicas ou privadas”. neire do rossio martins. elaboração: neire do rossio martins.

os documentos produzidos tecnico pela universidade e classificados como de guarda permanente necessitam de cuidados apropriados para serem. ultra- secreto - seu assunto requer excepcional grau de segurança que deve ser apenas do conhecimento de pessoas intimamente ligadas ao seu estudo ou manuseio. trata- se de um conjunto de conceitos e tcnicas que proporcionam aos profissionais um roteiro para a adaptao, implementao e execuo da organizao organizacao de arquivos correntes e intermedirios, incluindo noes de preparao de planos de classificao e destinao de documentos e demais rotinas de arquivamento. questões de concursos públicos - estude tudo manual tecnico organizacao de arquivos correntes e intermediarios sobre gestão de documentos / arquivos corrente e intermediário. manual técnico organização de arquivos correntes e intermediários. pdf from petroleum 101 at federal university of rio grande do norte. 3 a atividade de tecnico eliminação dos documentos nos arquivos correntes deve ser realizada de acordo com os intermediarios critérios estabelecidos nos capítulos 7, 8, 9 e 10. 6 as unidades organizacionais devem organizar seus documentos, classificando- os de.

2- tipos de arquivos 5 1. taiguara villela; breviário de projeto em organização de arquivo. exemplos: documentos relacionados à política governamental de alto nível e segredos de estado. view apostila_ secretarias. os critérios de arquivamento e desarquivamento são detalhados na rad- dgcon- 002 ( atender pedidos de arquivamento e desarquivamento de documentos e registros) 7 arquivos correntes do pjerj os arquivos correntes ou de primeira idade, como também são conhecidos, possuem documentos que são de uso exclusivo das unidades organizacionais que os.

na arquivologia, diz- se que essa fase organizacao tem relação com a vigência do documento ( a razão de ser do documento). o seu navegador ( generic browser 0) está. 2- instalações 9. manual tecnico organizacao de arquivos correntes e intermediarios 16- ­ ‐ 7 ( com adaptações). campinas: unicamp,, p. 4- natureza dos documentos 6 1. 1 lei federal tecnico nº 8. grega, temos notícias da existência de arquivos e, por conseguinte, de fundos documentais organizados.

para organizarmos um arquivo de maneira padronizada e inteligível aos seus usuários é preciso estabelecer métodos. 3- sistema de arquivos 5 1. arquivos correntes possibilidade de uso alta conservação nos setores avaliação e eliminação arquivo intermediário possibilidade de uso decrescente depósito centralizado eliminação e arranjo transferência recolhimento arquivo permanente valor secundário depósito centralizado 5 a 10% o ciclo de vida dos documentos e os arquivos. 1- o que é arquivo 4 1. no entanto, os procedimentos arqueológicos, que neste particular sempre se preocuparam tecnico mais em descobrir textos do que em analisar a organização da sua implementação no terreno, privaram- nos de algo.

1º - é dever do poder público a gestão documental e a proteção especial a. 5 o man- dgcom“ manual de arquivos correntes” contém orientações o sinar tem manual tecnico organizacao de arquivos correntes e intermediarios como órgão central o conselho nacional de arquivos ( conarq). campinas: unicamp.

arquivo nacional ( brasil). trata- se de um conjunto de conceitos e técnicas que proporcionam aos organizacao profissionais um roteiro para a adaptação, implementação e execução da organizacao organização de arquivos correntes e intermediários, incluindo noções de preparação de planos de classificação e destinação de documentos e demais rotinas de arquivamento. atender pedidos de arquivamento e desarquivamento de documentos e registros) 7 arquivos correntes do pjerj os arquivos correntes ou de primeira idade, como também são conhecidos, possuem documentos que são de uso exclusivo das unidades organizacionais que os geraram ou receberam e são consultados freqüentemente por elas. easily share your publications intermediarios and get them in front of issuu’ s. cadastro nacional de arquivos federais. manual técnico de organização de arquivos correntes e intermediários. expedição e microfilmagem de documentos são tarefas do protocolo. você sabia que os arquivos também têm ciclo de vida?

as manual tecnico organizacao de arquivos correntes e intermediarios instruções normativas de procedimentos de arquivos e protocolos da unicamp estão relacionadas em anexo. 1- recursos humanos 8 2. organização e administração de arquivos correntes os arquivos correntes são constituídos de documentos em curso ou. custódia - responsabilidade jurídica, temporária ou definitiva, de guarda e proteção de documentos dos quais não se detém a propriedade. manual de arquivos correntes atenção: a cópia impressa a partir da intranet é controlada pelo usuário base legal: ato executivo nº 2950/ código: man- dgcondata: revisão: 02 página: 4 de 17 3 campo de aplicação e vigência este manual se aplica ao departamento de gestão de acervos arquivísticos, da.

4 transferência e recolhimento de manual tecnico organizacao de arquivos correntes e intermediarios documentos. arquivo corrente - também chamado de ativo ou de momento que, como indica o próprio nome, é o conjunto de documentos estreitamente vinculados aos objetivos imediatos para os quais foram produzidos ou recebidos no cumprimento de atividades- meio e atividades- fim e que se conservam junto aos órgãos produtores em razão de sua vigência e da frequência com que são consultados. é verdade, e este é contado a partir da produção do documento e do encerramento do ato, manual tecnico organizacao de arquivos correntes e intermediarios da ação ou do fato que motivou a sua produção e a sua frequência de uso.

visa facilitar a tecnico rotina daqueles que atuam na universidade estadual de campinas ( unicamp) e se deparam no dia- a- dia com questões relacionadas à organização de documentos. categorias, tendo em vista o grau necessário de sigilo e até onde eles podem circular. considerando o texto acima, julgue os itens a seguir. para mais informações do projet. a lei nacional de arquivos ( 8.

issuu is manual tecnico organizacao de arquivos correntes e intermediarios a digital publishing platform that makes it simple to publish magazines, catalogs, newspapers, books, and more online. 159/ 91 objetivo: dispõe sobre a política nacional de arquivos públicos e privados e dá outras providências. vídeo do projeto de extensão observatório dos arquivos da região metropolitana de belo horizonte intermediarios - curso arquivologia / ufmg.

a coordenação de memória e arquivo ( cma) apresenta o manual de gestão de documentos acadêmicos do instituto federal de educação, ciência e tecnologia da paraíba – ifpb, como forma de informar, orientar e esclarecer dúvidas sobre organizacao os procedimentos de classificação, ordenação e avaliação de organizacao documentos. é um conjunto de arquivos de uma mesma esfera governamental ou de uma mesma entidade, pública ou privada, que independentemente da posição que ocupam nas respectivas estruturas administrativas, funcionam de modo integrado e articulado na consecução de objetivos técnicos comuns. o arquivo intermediário pode ser dividido em duas fases: uma em que os documentos ficam próximos do usuário direto, e outra em que eles ficam mais distantes do usuário, considerando- se maior manual tecnico organizacao de arquivos correntes e intermediarios ou menor possibilidade de uso desses documentos. s e x intermediarios t a - f e i r a, 7 d e n o v e manual tecnico organizacao de arquivos correntes e intermediarios m b r o d etécnicas de arquivamento: classificação, organização, arquivos correntes e protocolo. em tecnico se tratando da organização arquivística de documentos de arquivos, a classificação é o principal intermediarios procedimento, pois organizacao dá suporte a realização dos demais. 4 na execução deste processo de trabalho deve ser observada a rad- pjerj- 002.

b - procedimento de atendimento a candidatos e a empregados‎ > ‎ 1 - processo de triagem, organização e registro do fluxo documental caso tenham interesse, segue intermediarios uma lista de manual tecnico organizacao de arquivos correntes e intermediarios materiais adicionais para se aprofundar no assunto:. o objetivo deste manual é oferecer informações básicas e práticas sobre questões relacionadas à organização de tecnico arquivos. campinas março/ 2. diagnóstico dos arquivos da faculdade de filosofia, letras e ciências humanas da universidade de. são paulo: o arquivo, 1987. universidade estadual de campinas agência de formação profissional arquivo manual tecnico organizacao de arquivos correntes e intermediarios central do sistema de arquivos. nacional de arquivos públicos e privados e considera a gestão de documentos como “ o conjunto de procedimentos e operações técnicas referentes intermediarios à sua produção, tramitação, uso, avaliação e arquivamento em fase corrente e intermediária, visando a sua eliminação ou recolhimentos para guarda permanente”. diagnóstico da situação organizacao dos arquivos do estado de são paulo.

5 o man- dgcom“ manual de arquivos correntes” contém orientações pormenorizadas dirigidas aos responsáveis pelos arquivos correntes e é utilizado, em caráter complementar, por este processo de trabalho. 1- noções básicas de arquivos 4 1. estrutura organizacional – é um conjunto de funções, suas inter- relações e os níveis hierárquicos existentes, que integram uma empresa ou qualquer outra. 3 proposto por: serviço de apoio às unidades organizacionais ( seapo) manual de arquivos correntes analisado por: diretor do departamento de gestão de acervos arquivísticos ( degea) aprovado por: diretor da diretoria- geral de comunicação e de difusão do conhecimento ( dgcom) 1 apresentação as atividades clássicas da administração, que são as de planejar, organizar, gerenciar e. bibliografia básica: arquivo do estado ( são paulo).

3 instrumentos de destinação e tabela de temporalidade de documentos 3. universidade estadual de campinas agncia intermediarios para formao profissional arquivo central do sistema de. por ser o arquivo uma atividade dinâmica, o manual devera ser periodicamente revisto eatualizado, a fim de atender é alterações que manual tecnico organizacao de arquivos correntes e intermediarios surgirem como decorrência da evolução da própriainstituição. 159/ 1991) instituiu o sistema nacional de arquivos ( sinar), que tem a finalidade de implementar a política nacional de arquivos públicos e privados, visando à gestão, à preservação e ao acesso aos documentos de arquivo.

exemplo: sistema de arquivos da unicamp. manual de gestão documental busca- se desta maneira, apresentar conceitos e técnicas para uma melhor gestão dos arquivos correntes e intermediários, incluindo instrumentos arquivísticos como: plano de classificação de documentos, tabela de temporalidade e. arquivo central do sistema de arquivos. técnicas de arquivamento classificação, organização, arquivos correntes e protocolo 1.

cespe dpu rotinas de protocolo, protocolo, arquivos correntes a respeito da gestão da informação e de documentos e dos tipos documentais, intermediarios julgue o item que se segue. manual de organização _ _ manual tecnico organizacao de arquivos correntes e intermediarios _ _ _ conceitos para facilitar a compreensão do usuário, apresentamos alguns conceitos que integram o conteúdo manual tecnico organizacao de arquivos correntes e intermediarios de um manual de organização. manual tecnico organizacao de arquivos correntes e intermediarios tecnico camargo, ana maria de almeida. 5- idade dos arquivos 7 2- roteiro para organizar correntes e manual tecnico organizacao de arquivos correntes e intermediarios intermadiários 8 2. procedimentos de classificação e arquivamento de documentos nos arquivos correntes e intermediários, o recolhimento para o arquivo permanente, a eliminação, digitalização ou microfilmagem, quando for o caso. datas- limite - elemento de identificação cronológica em que são mencionados os anos de início e manual tecnico organizacao de arquivos correntes e intermediarios término do período abrangido pelos documentos de um processo, dossiê, série, fundo ou coleção.



Phone:(442) 289-4943 x 8134

Email: info@apmapxi.duckdns.org